Pular para o conteúdo principal

Postagens

  Sim, as orelhas continuam crescendo ao longo dos anos As orelhas não tem sustentação de ossos, que parariam o crescimento em média de 18 anos. São sustentadas por tecido fibroso, que vai perdendo a elasticidade ao longo dos anos. As orelhas crescem em média 1,2 cm por ano ! Inclusive o nariz. Portanto, se o ser humano vivesse até 200 anos, as orelhas ficariam do tamanho da cabeça ! Bizarro né ! Orelhas grandes tem solução?   Sim, o Projeto Orelhinha realiza a cirurgia de redução do tamanho das orelhas, chamada de tratamento cirúrgico da Macrotia, que reduz em média 1,5cm. O tamanho médio normal das orelhas em seu comprimento é de 6,0-6,5 cm na vertical e 3,0-3,5 na horizontal. Tem interesse em realizar a cirurgia de macrotia ? Clique no link abaixo e fale conosco ainda hoje. Whatsapp Orelhinha
Postagens recentes
Pontos usados pelas equipes médicas do Projeto Orelhinha. As técnicas HPO de otoplastia e HPMS de macrotia usadas pelas equipes médicas do Projeto Orelhinha são padronizadas em todo o Brasil.  Usamos um kit padronizado de material e medicamentos, para mantermos a mesma qualidade do serviço em qualquer lugar que os nossos pacientes desejarem operar. Usamos os fios de sutura ou pontos absorvíveis, de monocryl, monofilamentar, que possuem menos reações inflamatórias locais e menos formação de cicatrizes inestéticas ou quelóides. São pontos de alta performance, comumente usadas em cirurgias plásticas. Optamos por usar fios absorvíveis, pois não causam dores a longo prazo ou extrusões (expulsões) dos fios, como ocorrem nas técnicas convencionais de otoplastia, que usam fios de nylon, não absorvíveis. Os fios usados pelas equipes médicas do Projeto Orelhinha caem ou absorvem sozinhos em até 60 dias e não necessitam de serem tirados, facilitando muito o pós operatório. O Projeto Orelhinha é u
  Máscaras de elástico podem comprometer o resultado de sua cirurgia. Recomendamos aos pacientes que já operaram com o Projeto Orelhinha  a não usarem máscaras de elástico  por pelo menos 6 meses após a cirurgia, pois o contato do tecido ou a pressão do elástico podem causar irritação na cicatriz, podendo formar quelóides. Ainda, a tensão do elástico puxando as orelhas para frente podem aumentar o índice de retorno das orelhas para frente, principalmente na ponta das orelhas, causando maior chance de retoques. Tipos de máscaras recomendadas: 1. Máscaras de amarrar atrás da cabeça; 2. Máscaras de elástico que passam atrás da cabeça; 3. Máscaras com extensores, que passam atrás da cabeça. Lembrando que o uso de máscaras é obrigatória, segundo as autoridades sanitárias, para controle da disseminação do #novocoronavirus. Assista a palestra online e realize o seu sonho de operar as orelhas com o Projeto Orelhinha CLIQUE no LINK  https://materiais.projetoorelhinha.com.br/pre-inscricao
A correção cirúrgica da macrotia ou orelhas grandes é uma cirurgia que poucos especialistas no Brasil fazem, por ser muito delicada e requer muito senso de design e estética. Geralmente é indicada para pessoas que tem a escafa grande, ou parte superior das orelhas em sua porção vertical e o tamanho horizontal acima de ponta superior a ponta inferior maior que 7 cm de comprimento. Pode ser feita a correção apenas da parte superior, melhorando o contorno, de toda a orelha, incluindo a redução do lóbulo (parte inferior) e ainda ser associada a otoplastia, para melhor posicionamento das orelhas. Pelo Projeto Orelhinha, o Dr. Marcelo S. Assis é o único especialista em Macrotia, onde realiza a técnica própria chamada de HPMS ( High Performance Otoplasty Surgery ), com excelentes resultados e 99% de satisfação. Todas as cirurgias são realizadas com anestesia local + sedação e o paciente tem alta no mesmo dia, geralmente até 1 h após o procedimento. O paciente sai do Hospital com o capacete de
5 MOTIVOS DO PORQUE NÃO RECOMENDAMOS A OTOPLASTIA FECHADA. A otoplastia fechada é uma técnica antiga de tratamento não definitivo das orelhas abertas, com pontos externos. Usa pontos inabsorvíveis, geralmente de nylon, na região da anti-hélix, com o objetivo de dobrar essa região e tracionar o terço superior das orelhas para trás. Não trata o excesso de pele, o excesso de concha e o lóbulo. Por isso, não resolve 97% das causas de orelhas em abano. Confiram os 5 motivos do porque o Projeto Orelhinha NÃO RECOMENDA a otoplastia fechada:  1. DOR INTENSA CRÔNICA : ao forçar a cartilagem da anti-hélix com pontos captonados de nylon, causa dor e edema intenso na região a longo prazo; 2. NÃO RESOLVE A GRANDE MAIORIA DOS CASOS : as orelhas em abano são geralmente causadas por 3 alterações nas orelhas : apagamento da anti-hélix, hipertrofia conchal e projeção da hélix. A otoplastia fechada pode resolver apenas o apagamento da anti-hélix, mas não tira o excesso de pele atrás das orelhas; 3.

Projeto Orelhinha On Line - disponível.

NOVIDADE PARA A COMUNIDADE ORELHINHA !

PROJETO ORELHINHA LANÇA PODCAST ORELHINHA O Projeto Orelhinha Brasil sempre preocupado com em informar sua comunidade sobre a cirurgia de otoplastia, lançou nesse sábado, dia 09/11/2019 um novo serviço de mídia, que é tendência para 2020, o PODCAST.  Para quem não conhece, o PODCAST é como se fosse uma rádio dentro da internet, onde vc pode ouvir o seu áudio a hora que quiser sobre determinado tema, como medicina, gastronomia, cinema, esportes, etc. No caso do Projeto Orelhinha, o PODCAST é sobre orientações gerais sobre o tratamento corretivo de orelhas em abano, motivação, autoestima e bullying, assuntos bem discutidos para quem sofre com orelhas em abano. Está programado 2 áudios por semana e você pode acessar o primeiro no link abaixo. Espero que tenham gostado da novidade. http://bit.ly/podcastorelhinha1